A Corda

Por Felipe

O primeiro tempo do jogo acaba. Corro pra cozinha. Pego mais duas cervejas. Volto pra sala e me jogo no sofá.

– Danilo! – alguém me chama, do lado de fora da minha casa.

Levanto-me. Já tenho idéia de quem seja.

– Sou eu, o Rafael.

Era exatamente quem eu suspeitava. Lembro-me que Rafael está me devendo um dinheiro, mas não sei quanto. Tinha emprestado mais de duzentos reais, só lembro disso. Fazia um bom tempo.

– Oi, Rafael. Entre.

Quando ele chega mais perto, noto que o seu pescoço está todo marcado. São marcas de corda, como se alguém (ou ele mesmo) tivesse tentado o enforcar. Foi a primeira vez que vi tal coisa.

– O que te aconteceu? – pergunto.

– O que? Ah, sim. As marcas.

– Isso mesmo. Não é o que estou pensando, certo?

– E eu sei lá o que você está pensando Danilo! Olha só, vim aqui devolver aquele dinheiro. Pegue.

Ele me entrega algumas notas de cinqüenta. Ponho na carteira sem contá-las.

– E então, vai me contar o que houve com o seu pescoço?

– Tudo bem, mas não comente nada com ninguém, certo?

– Certo.

– A Andréa tentou me enforcar.

Penso se não é uma brincadeira dele. Mas fazer aquilo consigo mesmo não é do feitio de Rafael. Andréa é uma mulher muito grande. Deve pesar uns cem quilos. E Rafael é um homem pequeno. Ela podia ter feito isso com facilidade.

– Nossa! Por que ela fez isso contigo?

– Cheguei bêbado em casa anteontem. Sabe como é, eu fico um pouco irritado quando “tomo umas”, meu patrão tinha gritado comigo. Disse-a que ela andava muito folgada pro “meu gosto”. Chamei-a de umas coisas. E quando eu vi, ela meu deu um soco no rosto. Cai no chão e ameacei-a de morte. Levantei-me e dei uma tapa no rosto dela.

– Nossa. E ela?

– Ficou toda vermelha. Foi na cozinha. Continuei praguejando. Ela voltou com uma corda e começou a me enforcar. Me pegou desprevenido. Tentei me soltar, mas não dava: a mulher é muito forte!

– E então ela te soltou? Certo?

– Quem dera ela fosse mais fácil. Tive que pedir perdão, disse que a amava. Que não sabia o que tava fazendo. Só não chorei.

– Nossa. Que noite, hein?

– É. Tenho que ir. Não quero mais que ela me bata. Até outro dia, Danilo.

– Até Rafael.

Ele vai embora. Sai apressado, nervoso. “Mas que homem mole” penso, “no dia em que minha mulher fizer isso comigo, ponho ela pra fora de casa. Tinha que ser com o Rafael. Sempre o “franguinho” de sempre. Aposto que chorou ontem. Nenhuma mulher bateu em mim! As que tentaram se arrependeram. Dei-lhes uma tapa de um lado do rosto, e outra no lado oposto para a cabeça não ficar torta! Se um dia Júlia me desobedecer , eu dou-lhe uns bons tapas!”

Quando a partida recomeça, Júlia, minha esposa, chega em casa. Carrega uma sacola plástica. Ela vai direto para a cozinha. “Provavelmente vai fazer a janta” penso, “tenho que ir dizer o que quero”. Noto que minhas cervejas acabaram.

– Júlia, me traga mais uma cerveja – falo com autoridade –. O que você comprou?

– Uma corda – ela responde.

Anúncios

20 Responses to A Corda

  1. Leo Pinheiro disse:

    Veja pelo lado bom… Ele te pagou antes da próxima tentativa de homicídio…

  2. erich disse:

    Ainda bem q os tabefes fez ele lembrar da dívida né.

  3. Andre leite disse:

    tche – de gente agressiva ja basta eu. prefiro ficar na traquilidade.

  4. Whatyla disse:

    Belo post.
    Gostei do blog.
    Parabens
    vlw

  5. Leire Silvano disse:

    Poderia ter se adiantado e enforcado o cara para que lhe pagasse logo.

    Gostei do conto!
    Um abraço!

  6. RJ disse:

    pra quê violencia muchacho?

    …dei-lhe uma tapa de um lado e outra do outro para a cabeça não entortar é?
    heheh… raxei!!

    abraços!

  7. Veiga disse:

    hUHASuhAUShuAHSU

    seu amigo se forrou…

  8. Dan Pessôa disse:

    haha… que dia hein!! Só pode ser me chará mesmo pra ter amigos tão doidos hehee!
    Ah e ele deve ter pagado parte da divida pra voce com medo que voce quisesse inforcá-lo também né? haha

    Ri muito com essa história. Ah, e obrigado pelos elogios ao meu blog! Abraços!!

  9. A.ZaF disse:

    Machista e totalmente certo ahsuahsuas

    fiquei rindo aqui da forma que você achou de desentortar o pescoço da sua mulher…mas essa história é real ou só um post/?

    ABRAÇO

  10. Pablo disse:

    Comédia
    Belo texto … as mulheres hoje em dia estão muito agressivas o.O

  11. Kerberus disse:

    Que horror o_o
    coitado do homem, não gosto de brigas ;o;
    seu blog é muito legal, parabéns!

  12. Alex disse:

    belo post.. o blog ta cada vez melhor..parabéns

    http://socialdownload.blogspot.com/

  13. Rafael disse:

    Muito bom texto.

    Pena que o “frouxo” tenha o mesmo nome que o meu.

    ahuahuahuahua

  14. Rafael Pires disse:

    Bem original teu blog hein! cada história…

  15. OItentando disse:

    Sorte ter recebido o dinheiro…
    qse fica sem o amigo e o dinheiro
    kkkkkkkkkkkkkkkkk

  16. perlin13 disse:

    ahahaha
    e o dinhero tava certo?
    ele te pagou pra nao passar pela tentação d comprar uma arma
    e abater a baleia
    ssausahusahsuaah

  17. Inara disse:

    adoreeeeeeeeii

    + será que o Danilo é tão bravo assim e auto-suficiente em relação as mulheres? O outro é que está certo em obedeçer, ela é maior do que ele… akakakak

  18. dudalak disse:

    Tipo, fiquei :o, manda seu amigo denunciar ela contra tentativa de homicideo, tá certo que não é legal chegar bebado em casa, mas ele não estava sano!
    Nooooossa rsrs, quero ver o dia em que isso acontecer se será mesmo sua reação rs

    beeeijos!

  19. arthursantana disse:

    cara, ja disse que gosto das tuas narrativas, mas acho que prefiro a passada a essa…

    =p


    http://www.moolegal.wordpress.com

  20. Tiago disse:

    “Dei-lhes uma tapa de um lado do rosto, e outra no lado oposto para a cabeça não ficar torta!” A melhor parte! ri mto… ótimo post!

    abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: